CARPE DIEM

COM QUATRO JOGOS REALIZADOS O ÚLTIMO TRI-NATIONSdeu a clara indicação de que a Nova Zelândia está, de novo, no topo do Mundo.

Depois de duas vitórias sobre os campeões do Mundo e vencedores da prova na época anterior, e de uma concludente superioridade sobre a Austrália no jogo de sábado passado, os All Blacks marcaram o retorno a um rugby total, como não se via há décadas.

Claro que o rugby evoluiu muito, especialmente sob o ponto de vista físico é impensável que qualquer grande avançado dos últimos 30 ou 40 anos pudesse fazer parte de qualquer destas equipas, mas a verdade é que a “nova” maneira de pretender manter a bola em jogo, evitando o monótono chuta para lá, chuta para cá, vai transformar o Jogo, para melhor.

E não são apenas os espectadores que estão encantados com isto, já que a França, por exemplo, já deu indicações de pretender seguir a mesma trilha, aliás como os próprios Wallabies já começaram a fazer.

No entanto não se conclua desta superioridade dos Blacks, que o Mundial de 2011 já tem vencedor!

Na verdade a única coisa que se pode garantir é que vamos ter um Mundial de extraordinária craveira, onde quem não souber e puder jogar a bola à mão, vai ter que procurar um desporto alternativo.

De resto mais vale apreciar e gozar com o rugby que está a ser jogado hoje, sem tirar conclusões sobre o que se irá passar daqui a um ano.

A propósito, sabia que no jogo de sábado a bola foi chutada apenas sete vezes pelos vencedores e 11 pelos vencidos?

VOLTAR A PÁGINA INICIAL

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: