7 BOLAS CURTAS

UMA GRANDE NOTÍCIA PARA OS PURISTAS DO RUGBY e críticos das ruidosas vuvuzelas que atormentam o Mundial de Futebol, a decorrer na África do Sul: os organizadores do Campeonato do Mundo de Rugby, confirmaram que as cornetas não serão autorizadas no evento que terá lugar na Nova Zelândia, no próximo ano.

O site da Rugby World Cup confirmou que todas as cornetas, amplificadores de som, megafones, apitos e instrumentos musicais serão proibidos nos estádios da Nova Zelândia.

Com as vuvezelas a ganharem grande destaque no Mundial de Futebol, uma série de municípios onde o Mundial de Rugby se vai disputar, estabeleceram ou reforçaram leis que as proíbem de entrar nos estádios.

Vamos, portanto, conseguir ouvir o saudável pam duma placagem bem feita…

Nigel Melville, CEO e Presidente de Operações da Federação norte americana de Rugby, e Jon Prusmack, o homem por trás dos Las Vegas 7’s, estiveram no Dubai participando numa reunião da IRB que reuniu os responsáveis pelos torneios que compõem as Séries Mundiais de Sevens.

No regresso aos E.U.A., Melville escreveu no seu blog que “as discussões no último dia e meio foram amplas, cada evento compartilhou o seu sucesso e os desafios que enfrentam. Discutimos uma série de oportunidades comerciais e de transmissão e também criámos uma estratégia para o desenvolvimento das Séries.
A próxima temporada de eventos começa no Dubai, em Dezembro e quando o circo chegar a Las Vegas em Fevereiro, o circuito estará (will be) maior e melhor do que nunca ….”

Palavras enigmáticas que apenas nos dizem que os bastidores estão agitados, e os Sevens estão em cima das mesas…

Quem acompanhou o rugby europeu dos anos 70, não pode esquecer a figura enorme mas desajeitada de um cabeludo número 8 da Inglaterra, que foi descrito como “primeiro hippie do rugby” e “o original Crazy Horse”.

Andy Ripley ganhou 24 partidas pela Inglaterra entre 1972 e 1976. Uma deles foi uma vitória 16-10 contra a Nova Zelândia, em Auckland, em 1973, durante uma digressão de quatro jogos, um dos quais um teste.

Em 1974, ele marcou o ensaio que deu a  primeira vitória da Inglaterra contra o País de Gales em Twickenham desde 1960.

Mais tarde naquele ano, viajou com os British Lions à África do Sul, de onde regressaram invictos em 22 partidas e vencendo a série de testes por 3-0.

Em 1976, ele perdeu seu lugar na equipa inglesa para Roger Uttley, que capitaneou a equipa inglesa e brilhou com os Lions.

Apesar do Rugby não ser profissional até 1995, seis anos depois de Ripley se ter retirado, ele viveu no crepúsculo do “shamateurism”, quando os jogadores eram recompensados em segredo.

Certa vez Ripley deparou-se com um dilema e dois patrocinadores – fabricantes de botas de rugby – para satisfazer, um problema que ele resolveu usando uma marca diferente em cada pé…

Andrew George Ripley que começou a jogar Rugby na universidade com 19 anos e jogou pelo seu clube de sempre, o Rosslyn Park, até aos 41 anos, morreu de câncer de próstata aos 62 anos.

A IRB informou ter chegado ao seu conhecimento que uma pessoa, ou pessoas, que parecem estar baseadas na Nigéria, estão operando um esquema via internet direcionado para jogadores e treinadores do Rugby procurando um emprego no estrangeiro.

O esquema envolve jogadores e treinadores que estão sendo solicitados a enviar dinheiro para uma conta bancária, para financiar a obtenção de vistos e de licenças para jogar ou treinar em clubes de rugby e/ou academias que não existem ou cujo nome está sendo utilizado abusivamente.

A polícia de diversos países foi alertada e a IRB apela a todos os jogadores e treinadores para verificarem a autenticidade e  boa fé dos clubes e/ou academias antes de se candidatarem às vagas anunciadas e a ter muita cautela caso seja solicitada a transferência de dinheiro em tais circunstâncias.

O Rugby é rico em histórias e tradições, muitas delas puras invenções que ganharam o estatuto de absolutas verdades, e também de muitas citações cheias de bom humor, e algumas verdadeiras pérolas de inteligência.

Hoje vou deixar aqui duas dessas citações, que ouvi recentemente, a primeira no âmbito das referências ao velho espírito de equipa:

Temos na nossa equipa um verdadeiro espírito de matilha de lobos. O nosso lema é a força da equipa é o lobo, e a força do lobo é a equipa. Junte-se à equipa….”

E uma outra que simboliza bem o espírito abnegado e persistente que caracteriza certas equipas:

“Jogámos como nunca, perdemos como sempre…”

Numa altura do ano em que as maiores movimentações de Rugby se verificam nos torneios de Sevens, que se disputam um pouco por toda a parte, e as grandes competições de XV estão paradas, alinham-se já no horizonte os primeiros grandes embates entre as melhores equipas do mundo.

Assim é com o Tri Nations, ou Três Nações, que começa já no dia 10 de Julho, com a visita da África do Sul à Nova Zelândia, com a particularidade de ser este o último ano em que esta prova se disputa, pois no próximo ano passará a ser o Four Nations, ou Quatro Nações, com a entrada da Argentina.

O mês de Julho vai ser de férias na Europa, com as equipas a iniciarem os seus treinos e a disputarem uma série de jogos de preparação, mas logo em meados de Agosto, no fim de semana do dia 14, vai começar o francês TOP-14, para no dia 4 de Setembro começar a inglesa Guinness Premiership, que tanto se falou que iria perder o Guinness, mas aparece agora com a mesma designação.

Depois, já em Outubro, no dia 9, arrancam as grandes competições trans-fronteiriças, com o maior destaque a ir inteirinho para a Heineken Cup e para a Amlin Challenge Cup.

Finalmente mostramos hoje um quadro com as estatísticas da Guinness Premiership de 2009-10, que tem a particularidade de misturar os resultados obtidos pelos jogadores, com a sua aparência física.

Na verdade, se ficamos a saber que o jogador com o maior número de pontos obtidos, marcou um total de 219, ou que 16 foi o melhor que se conseguiu em termos de ensaios marcados, ou que foram 78 os pontapés convertidos pelo rei do chuto, ficamos também a saber que há um grupo de jogadores que disputam a competição no primeiro andar, e outros que estão a necessitar de seguir uma rigorosa dieta…

Veja as estatísticas como foram publicadas pelo site oficial da prova.

VOLTAR A PÁGINA INICIAL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: