MUNDIAL DE JUNIORES E SEVENS FEMININOS NA ARGENTINA

UMA MISTURA EXPLOSIVA NA ARGENTINA, VAI PÔR NA TELEVISÃO as finais do Mundial de Juniores e uma bem imaginada campanha em prol do rugby feminino na América do Sul.

Na verdade, ao fazer disputar um desafio entre as seleções femininas de sevens da Argentina – dona da casa – e do Brasil, vencedora de todas as edições do Sul Americano da modalidade, a organização do evento vai juntar o rugby adulto dos melhores juniores do Mundo com a elegância e arte das belas jogadores de sevens brasileiras e o entusiasmo e dedicação das argentinas.

Com uma platéia de mais de 30 mil espectadores, será sem qualquer dúvida uma extraordinária jornada de propaganda do rugby e dos sevens.

Quanto aos Juniores, vamos assistir a uma final entre a Nova Zelândia, vencedora das duas anteriores edições da prova, e a Austrália, finalista pela primeira vez.

Na verdade, em 2008, ano da primeira edição disputada por 16 equipas, quem jogou a final com a Nova Zelândia foi a Inglaterra, que deixou pelo caminho a África do Sul (26-18), enquanto os Baby Blacks derrotaram na meia final o País de Gales (31-6).

A final acabou com uma vitória dos neozelandeses por 39-3.

Em 2009 repetiu-se a final entre Nova Zelândia e Inglaterra, vencida pela segunda vez pelos Baby Blacks, desta vez por 44-28, que deixaram nas meias finais a Austrália (31-17) e a África do Sul (40-21), respectivamente.

Naquele ano a prova foi novamente disputada por 16 equipas, mas ficou desde logo marcada a redução do número de participantes para 12, como veio a acontecer este ano.

Com esta redução, a Roménia, vencedora em 2009 do Troféu Mundial de Juniores, que deveria dar acesso ao grupo do Campeonato do Mundo, viu as suas legítimas aspirações derrotadas e teve que jogar este ano o Troféu de novo.

Aliás, das equipas forçadamente despromovidas pela redução de 16 para 12 conjuntos na prova principal, os Estados Unidos resolveram não participar da edição do Troféu deste ano, Japão e Itália disputaram o 1º lugar com vitória dos europeus (36-7), o Uruguai, ficou com o 5º lugar ao derrotar o Canadá por 13-11, enquanto a Roménia ficou na quarta posição, batida na final pela Rússia por 23-20.

Quanto às belas Amazonas – quem se esqueceu do “caliente” calendário que produziram para financiar as suas despesas com o Munidal do Dubai, ideia logo copiada por canadianas e russas? – apresentamos hoje uma listagem dos jogos por elas realizados, no Sul Americano e no Mundial.

Foram 36 jogos, apenas com três derrotas, todas elas no Mundial, e 33 vitórias, das quais 30 contra equipas sul americana, demonstrando bem a sua superioridade regional.

A equipa brasileira, que virá ao Porto disputar o Munidal Universitário, é a indiscutível favorita para mais uma vitória, logo mais ao final do dia, e é uma das (legítimas) esperanças do país irmão para uma boa classificação nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Veja os jogos da equpa brasileira, primeiro por torneio disputado, e depois por adversário.


Fotos: Cortesia de  Rugby de Calcinha

VOLTAR A PÁGINA INICIAL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: