E O RUGBY CONHECE OS SEUS SENHORES!

CLERMONT – FINALMENTE O TÍTULO!

FORAM 10 TENTATIVAS, MUITA FRUSTRAÇÃO, MUITO SONHO ADIADO, mas se você perguntar a quem quer que esteja envolvido com o clube – pergunte ao Julien Bardy! – se valeu a pena, a resposta só pode ser uma: Sim!

Hoje, num Stade de France repleto com mais de 80.000 espectadores, o sonho tornou-se realidade, e o Perpignan não foi capaz em nenhum momento, de controlar as operações.

Estive a dar uma mirada em algumas estatísticas e a diferença foi enorme.

Por exemplo, na primeira parte o Perpignan fez 44 placagens e o Clermont apenas 17.

O Clermont conquistou com a bola na mão, nessa mesma metade do jogo, 263 metros de terreno, e o Perpignan apenas 87 metros, e o novo campeão conquistou 37 rucks contra 13 do rei destronado.

No segudo tempo o Perpignan conseguiu equilibrar mais o jogo, mas acabou por ser o Clermont a consolidar a vantagem do intervalo (13-6) acabando por marcar mais uma penalidade e um drop, enquanto o adversário falhou as quatro oportunidades de marcar de que dispôs.

No outro lado da Mancha – e do Mar da Irlanda – os galeses do Ospreys também se estrearam a ganhar, levando para o Principado o segundo título da época, seguindo as peugadas do Cardiff Blues.

Enquanto isso em Londres no Estádio de Twickenham, o Leicester, a três minutos do fim, derrotou os Saracens, num jogo em que a liderança do marcador mudou sete vezes de lado.

Os Leicester Tigers conquistaram o seu terceiro título em quatro anos, negando aos Saracens a sua primeira vitória, num jogo emocionante com vencedor incerto até mesmo ao final.

E lá em baixo no Sul, enquanto os homens da bola se preparam para o seu respeitado Mundial, quem brilhou foram os Bulls que derrotaram os Stormers conquistando não apenas mais um título, mas a consolidação da sua estatura e posição como o melhor clube do Mundo!

O Orlando Stadium, a rebentar pelas costuras com mais de 36.500 espectadores, foi palco de um jogo extraordinário, em que a maior experiência e consistência dos Bulls não permitiram que os Stormers conseguissem, em nenhuma altura do jogo, controlar as operações.

E o mais espantoso, e que deixou os amantes do futebol sem saber como reagir, foi ver, terminado o jogo, grupos mistos de adeptos das duas equipas, em amena cavaqueira, a bebericar umas cervejinhas.


VOLTAR A PÁGINA INICIAL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: