TODOS JUNTOS NUMA EQUIPA SÓ

NA MINHA EQUIPA DE RUGBY JOGAM O MEU PAI, A MINHA MULHER, a minha filha, o meu filho mais novo e eu… Escolhi este título de propósito para chamar a atenção.

Quem o ler assim “a frio” diz logo… IMPOSSÍVEL!!!! mas…não é.

O Touch Rugby é uma variante do rugby tradicional.

Evasivo e rápido com um nível de contacto mínimo, jogado em todo o mundo por homens e mulheres de todas as idades e níveis.

O jogo é semelhante ao Rugby, mas sem placagens sem rucks, mauls ou formações ordenadas, sem alinhamentos e sem pontapés.

Este rápido, simples e emocionante jogo promove as aptidões básicas de corrida, handling, fuga e apoio no jogo de rugby a par do desenvolvimento base dos princípios de ataque e defesa, sem o risco de lesão motivado pelo contacto.

A simplicidade deste jogo é única, tudo o que precisa é uma bola de rugby, um espaço para jogar e um grupo de amigos.

Existem muitas variações do TR, sendo o “6 downs” a mais popular e difundida em todo o Mundo, regulado pela a F.I.T. (Federation Of International Touch

Tudo começou na Austrália na década de 60 como uma forma de aquecimento/treino do rugby League e Union, tendo desde essa altura sido utilizado como uma técnica de treino e uma forma para complementar o rugby.

Dadas as suas características únicas, depressa cresceu em popularidade e número de praticantes tendo sido disputado o primeiro jogo e competição oficiais em 1968 na cidade de Sydney (Austrália).

Desde então, o jogo tem crescido exponencialmente sendo que hoje é reconhecido internacionalmente com a realização da Taça do Mundo de Touch, cabe à Scottish Association (STA) acolher a próxima Taça do Mundo em Edimburgo em 2011.

Estima-se que mais de 30 países e mais de 3.000 jogadores, dirigentes, treinadores e árbitros de todo o mundo estejam representadas neste evento.

Entre 22 e 25 de Julho de 2010, vai realizar-se a 18.ª Edição do Torneio Europeu de TR em Bristol, Inglaterra, com a participação de cerca de 20 paises, (Entre os quais Inglaterra, Irlanda, Pais de Gales, Escócia, Jersey, França, Alemanha, Bélgica, Holanda, Itália, Guernsay, Suiça, Espanha, Portugal, Austrália e Nova Zelândia, como convidados), e aproximadamente 1.500 atletas nos diversos escalões.

Em Portugal, desde o início de Março de 2008 que um grupo de ex jogadores iniciou de forma regular a prática deste jogo nas instalações do Grupo Desportivo Direito em Lisboa, estando nesta altura a aguardar o parecer positivo da Federação Portuguesa de Rugby para ser tornar numa variante oficial e de formação.

Cascais já foi palco de um torneio informal que teve grande aceitação junto de um grande número de atletas e pontualmente aparecem vários anúncios a publicitar torneios de TR um pouco por todo o país, (Porto; Cascais; Carcavelos; Santarém; Lisboa, etc…), ligados a escolas, clubes ou autarquias.

Portugal é também um destino frequente de equipas de TR que, em especial no Algarve, organizam torneios com a participação de residentes estrangeiros nesta zona do país.

Este tipo de actividades são por vezes organizadas por grandes multinacionais que aproveitam os seus encontros anuais para a prática de TR entre os seus colaboradores.

Devido às características singulares deste jogo, e à grande receptividade por parte de quem toma contacto pela primeira vez, tem-se assistido a um crescimento de praticantes e interessados em jogar em Portugal, de todas as idades e sem distinção de sexos, razão pelo que…

“Na minha equipa de rugby jogam o meu Pai, a minha mulher, a minha filha, o meu filho mais novo e eu…”!


VOLTAR A PÁGINA INICIAL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: