UM É POUCO…DOIS NÃO SERÃO DEMAIS?

NÃO SENDO UMA IDEIA NOVA, É A PRIMEIRA VEZ que é levantada para aplicação numa competição em particular, o que lhe pode dar pernas para andar, talvez como Lei Experimental, sob controle da IRB.

A ideia recebeu apoio total por parte do presidente da ARU (Australian Rugby Union), John O`Neill, e das quatro franquias aussies que disputam o Super 14.

Se colocada em prática, a responsabilidade do jogo não cairia sobre uma só pessoa.

Andrew Cole, encarregado pela arbitragem na competição  disse que é uma opção viável.

“Havendo dois árbitros no terreno de jogo, podendo discutir acerca das decisões a tomar, diminuirá consideravelmente a margem de erro sobre as questões de facto”, assegurou Cole.

A possibilidade de utilizar dois árbitros não é nova, sendo que a NRL (Rugby League) já está usando este artifício e as três federações implicadas na Super 14 (Austrália, Nova Zelândia e África do Sul) parecem receptivas à proposta.

“Espero que este projeto possa ser posto em prática.

Creio que tornaria o jogo mais atrativo, os jogadores teriam menos dúvidas acerca das faltas assim como os espectadores.

Ajudaria a melhorar a melhor imagem do Rugby”, concluiu Cole.

Que alguma coisa tem que ser feita para restaurar a autoridade dos árbitros, é verdade.

Pessoalmente tenho sérias dúvidas se esta solução vai resolver o problema.

E mesmo que o resolva nas grandes competições internacionais, não será concerteza nos pequenos países, remédio para nenhum mal.

Fonte: RugbyMania

VOLTAR A PÁGINA INICIAL

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: